domingo, 27 de maio de 2012

A ÁGUIA E A SETA

ESOPO
Uma águia pousada num penhasco olhava com muita atenção para todos os lados procurando uma presa.
Um caçador, escondido numa fenda da montanha e em busca de caça, viu a águia lá em cima e lançou uma seta.
A haste da seta penetrou no peito da águia e atravessou seu coração.
Pouco antes de morrer, a águia fixou os olhos na seta:
- Ah, sorte ingrata! – exclamou. – Morrer desse jeito... Mas o mais triste é ver que a seta que me mata tem penas de águia!
Moral: As desgraças para as quais nós mesmos contribuímos são duplamente amargas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário