quarta-feira, 4 de abril de 2012

O RETRATO MISTERIOSO

Há muitos e muitos anos, na pequena aldeia japonesa de Yucuski, o espelho ainda era coisa desconhecida. Até que um dia...
Andando pela rua, um jovem encontrou um espelho de bolso. Admirou-se ao ver no tal objeto a imagem de uma cara morena, de olhos escuros e inteligentes.
_É o meu querido pai! Como esse retrato veio para aqui?
Correu para casa e colocou o "retrato" num jarro de flores, sem dizer nada à esposa.
Durante alguns dias, Kiki-tsun esteve pensando continuamente naquela imagem. às vezes abandonava o trabalho e ia para a casa para contemplar seu tesouro.
Lili-tsé não compreendia a razão daquelas aparições inesperadas do marido e decidiu vigiá-lo.
Ficou à espreita e reparou que o marido remexia o jarro de flores. Logo que Kiki-tsun saiu para o trabalho, a mulher colocou a mão no jarro e deu com o espelho. A verdade apareceu diante de seus olhos. Era o retrato de uma linda mulher!
Sem ânimo, Lili-tse nem preparou o jantar. E o esposo, ao chegar em casa, estranhou:
_É assim que mereço ser tratado depois de um ano de casado? __O mesmo, pergunto eu. É desse modo que você me trata? replicou ela. _O que quer dizer?
_Que você guarda retratos de mulheres no meu jarro de flores.
_Não compreendo! Exclamou ele.
_Nem eu. Como pode gostar mais dessa mulher feia que da sua própria esposa?
_Lili-tse, esse retrato é do meu falecido pai. Encontrei-o na rua e para maior segurança guardei-o no jarro.
_Acha que sou incapaz de distinguir um homem de uma mulher?
A briga ficou tão séria que as ofensas trocadas entre o casal chamaram a atenção de um sacerdote que passava na frente da casa.
_Meus filhos_exclamou ele, batendo na porta_por que discutem desse modo?
Padre, minha mulher enlouqueceu!
_Acalme-se. Vamos ouví-la.
_Meu marido escondeu no jarro de flores, o retrato de outra mulher. Explicou ela.
_Juro que é o retrato de meu falecido pai_ retrucou o marido.
_Mostre-me o retrato_disse o sacerdote.
assim que olhou para ele, o padre inclinou-se respeitosamente e disse comovido: _Mas esse é o retrato de um venerável sacerdote. Não compreendo como puderam enganar-se ao contemplar essa face que inspira santidade. Dito isso, abençoou-os e foi-se embora, levando o espelho para colocar entre as outras relíquias da igreja.
Fonte:Tesouros da Juventude

Nenhum comentário:

Postar um comentário